Header

O que o cristão pode aprender com a série ”Stranger Things”.

Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

A série Stranger Things, ou traduzindo “coisas estranhas” e assustadoras, nostálgicas e completamente encantadoras.

Alguns cristãos podem suspeitar de horror e drama que mergulham muito longe na escuridão, mas eles devem ter a certeza de que esse show não tem nada a temer. Stranger Things não é apenas entretenimento, mas uma sabedoria provocativa e espiritualmente sábia para uma idade secular.
 
Situado na década de 1980 na cidade fictícia de Hawkins, Indiana, Stranger Things é a história da pequena cidade invadida por monstros, mistério e bem, coisas estranhas acontecendo. Uma das razões pelas quais bem sucede é o seu elenco talentoso, particularmente as cinco (seis na segunda temporada) crianças no coração de sua história. Os atores quando crianças são um risco bem documentado em Hollywood, mas neste show você nunca se vê estremecendo com a ação excessiva ou a falta de maturidade, os personagens logo se sentem familiarizados e eminentemente agradáveis, e mostram a emoção da profundidade emocional.
 
Ao pregar esse aspecto, o show oferece uma visão preciosa: a perspectiva da inocência nativa e juvenil no mundo turvo dos adultos. As crianças estão em contraste com seus pais, que praticamente dormem com os estranhos acontecimentos em Hawkins. Apenas a curiosidade das crianças (e de alguns adultos) é suficientemente entusiasta para ver o que está ocorrendo. Como amantes da ficção científica e Dungeons & Dragons, eles conhecem o mundo sobrenatural bem – então quando o real aparece, eles estão prontos.
Jesus criou filhos famosos como aqueles a quem o Reino de Deus pertencia. Ele encorajou seus discípulos a ter fé como uma criança – por quê? Talvez parte da resposta seja essa combinação de otimismo e imaginação – um desejo de aprender e explorar em vez de assumir que você já obteve todas as respostas. Como criaturas conscientemente dependentes, as crianças entendem a confiança – e a confiança é central para a fé verdadeira.
Em contraste, o cinismo, a estreita mentalidade e o desejo de controle freqüentemente impedem a – e essas são as marcas da idade adulta.
 
Através da lente de crianças de olhos arregalados, a série Stranger Things nos convida a considerar que há mais coisas do que podemos ver e que existem vastos poderes no trabalho, mesmo no meio de nossas vidas diárias. Não, este não é um show com o cristianismo ou qualquer tipo de religião no seu núcleo, mas não precisa ser.
 
Vivemos em um mundo altamente secularizado em que raramente levantamos os olhos para o desconhecido e o infinito. A idéia de Deus pode parecer pouco plausível e desinteressante. Apesar disso, a imensa popularidade deste show da Netflix mostrou um apetite público pela maravilha e o espetacular. Claro, o público sabe que não é “real“, mas os cristãos devem considerar as coisas estranhas  como uma arte significativa porque, no entanto, convida uma perspectiva renovada da realidade.
 
E um mundo de poderes sombrios, indivíduos dotados e profundo mistério deve ser profundamente familiar para a mente cristã. Os crentes atestam um mundo divinamente feito, mas corrompido pelo mal; sob ameaça de escuridão, mas não sem esperança de salvação sobrenatural. Intencional ou não, Stranger Things oferece uma riposte criativa para materialistas que dizem que * this * é tudo o que existe. É o que o escritor Alan Noble chama de “testemunha disruptiva” para um mundo dormindo. E se sua história não é mero escapismo, mas uma tentativa de pintar o mundo como realmente é?
 
Os irmãos Duffer (os criadores do show) sabiamente lançaram um show que aponta para a escuridão, mas não se entrega a ele. Ele equilibra sustos e ameaças reais com leveza refrescante e coração fascinante. Também ensina sobre o valor da amizade profunda, da família e do auto-sacrifício – enquanto adverte sobre a inclinação da humanidade para o engano e abuso de poder.
 
Através de tudo isso, prova uma narrativa rica, madura para a reflexão teológica em um mundo que muitas vezes é aborrecido e não escrito pelo “estranho”. A estética vibrante e melancólica dos anos 80 nos convida a olhar para trás. Mas Stranger Things também faz mais – nos faz olhar para cima.
FONTE: www.ligadonogospel.com.br
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja também

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1